A Moda nos anos 60

Ora apesar de estarmos ainda no verão, a grande verdade é que, não tarda, o outono chega, e consequentemente, o inverno, pelo que me parece uma excelente ideia começar a ver algumas das tendências que se irão ver na próxima estação. Uma delas é, sem dúvida, tudo quanto seja inspirado nos anos 60.

James Dean, Marlon Brando, Elvis Presley, Audrey Hepburn e Twiggy são alguns dos grandes símbolos dos anos 60, aliás, que influenciaram muitos jovens nesta época em que procuravam a liberdade ao que à moda diz respeito e, pela primeira vez na história da moda, as grandes marcas da época criaram uma coleção jovem e que não derivava se inspirava mais nas coleções dos “mais velhos”, uma coleção só e exclusiva para as camadas mais jovens daquela sociedade.

Fotor0819150229

As mulheres começavam agora, a pouco e pouco, a abandonar as suas saias rodadas para darem lugar agora às calças cigarette e às mini – saias, uma forma de se afirmarem e de quererem liberdade. Além disso, as roupas de mulher nunca foram tão masculinizadas, aliás, o que se queria no vestuário eram linhas retas, e inclusive, Yves Saint Laurent, em 1966, lançou o primeiro smoking feminino. Outra forte presença da masculinidade no armário feminino era o uso de peças unissexo, muito comum nas calças de ganga e nas camisas sem gola.

laurent060308

A nível de estampados e padrões, como seria de esperar, o psicadélico é o prato favorito de todos os estilistas da época (Oscar de la Renta, Yves Saint Laurent, entre outros), que se inspiravam no Oriente, no Egito,  e no art noveau.  O estilo moon girl era cada vez mais presente, isto porque os estampados que faziam lembrar a galáxia, os tecidos metálicos e as cores fluorescentes faziam parte desse mesmo estilo de rapariga. Ah, isto tudo acompanhado de umas botas brancas.

large

Quanto à beleza, os grandes destaques iam para os olhos: queriam-se olhos bem delineados e com as pestanas bem volumosas e dramáticas, que ofuscassem qualquer atenção, pelo que os lábios tinham de ser o mais imperceptível possível, nem que isso significasse pintá-los de branco. Os cabelos queriam-se longos e selvagens, ou curtos e bem arranjados, uma antítese capilar que fazia sucesso na altura, mas, e independentemente do comprimento do cabelo, as franjas não podiam faltar, bem como os coques altos na cabeça.

218811c99a66cbf2a88513f8fc4b3755

 

Posto esta grande introdução e alguns factos históricos sobre a moda nesta década, eis que me inspirei, com base em registos fotográficos da altura, e partilho convosco agora alguns looks para terem em mente na vossa próxima ida às compras:

Look11. VESTIDO H&M

Versão Inverno :   2. CASACO Givenchy | 3. SAPATOS Tod’s | 4. MALA Yves Saint Laurent | 5. BRINCOS Parfois | 6. ANEL Parfois

Versão Verão  : 2. SANDALIAS Michael Kors | 3. CARTEIRA Mango | 4. BRINCOS Parfois | 5. PULSEIRAS Parfois

Look21. CALÇAS Mango

Versão Inverno : 2. CAMISOLA H&M | 3. SAPATOS Charlotte Olympia | 4. MALA Karl Lagerfeld | 5. LENÇO Parfois

Versão Verão  : 2. BLUSA Mango | 3. SAPATOS H&M | 4. MALA Parfois | 5. COLAR Parfois | 6. RELOGIO Parfois

Joana Freitas

De alma portuguesa e de sotaque portuense, ainda que pouco acentuado. Adoro a minha cidade, o Porto, e a minha pátria, Portugal, ainda que não esteja de acordo com algumas ideias pré-definidas da mesma.Descobri a minha paixão por moda de um modo um pouco acidental, caso que remonta a 18 de abril de 2009, quando abri o meu blog, o Moda & Style. Desde então, tenho vindo a aprimorar esse mesmo gosto e a descobrir outros tantos relacionados com esta área e, agora, partilho convosco o meu trabalho aqui, no SimplesModa.